Icebergs

Hoje em dia, o que conhecemos das pessoas não é nada muito além da pontinha de seus próprios icebergs.

Você, eu e a moça simpática que me sorriu quando pedi um café na padaria

mostramos apenas o que é fácil, leve, bonito e gentil.


Ao mesmo tempo,

reclamamos (constantemente) da superficialidade das relações,

mas...

quando foi a última vez que você teve coragem de mergulhar em águas turvas e geladas para tentar entender a profundidade de outro alguém?

É.

Eu também desaprendi a nadar.

3 comentários