Nós nos lembramos...


Das palavras não ditas após aquela briga homérica,
Das vezes em que nos sentimos mal por causa de outra pessoa,
Das mensagens que não nos responderam
e também das vezes em que não respondemos.

Nós nos lembramos das contas que ainda não foram pagas,
Das vezes em que dançamos vergonhosamente,
Das bebidas que tomamos na noite anterior
mesmo que a lembrança não seja tão confiável assim.

Lembramos das promessas que nos fizeram e quebraram,
Das vezes em que fomos nós as personagens ruins da história
Das discussões vazias que tivemos por horas
e de todas as vezes em que acreditamos em finais felizes.

Das metas do trabalho,
Dos compromissos do dia seguinte,
Do gosto da ansiedade e da dor de não conseguir dormir.

Das memórias ruins de criança,
Das vezes em que ralamos o joelho
e até daquele palhaço assustador do circo da cidade vizinha.
Da piscina colorida,
Da música da festa de 12 anos
Do sabor daquela gelatina azul.

Lembramos dos álbuns que não foram ouvidos,
Do último episódio daquela série bonitinha
Do filme de faroeste dos anos 50
Da história da última página daquela revista do consultório médico.

O tempo todo estamos vivendo em lembranças,
revivendo situações,
revisitando o passado e
repassando compromissos.

Nós nos lembramos de tudo o tempo todo,

mas quando é pra lembrar de sermos
legais, pacientes, compreensivos e amorosos
com nós mesmos,

nós esquecemos.

Nenhum comentário