26/01/2017

5 motivos para você não tentar superar um término de relacionamento

Não sou nenhuma defensora da fossa, não. Nunca fui de ficar chorando ouvindo All By Myself com um pote de sorvete e nem fiquei assistindo romances trágicos para ter mais um motivo para me debulhar em lágrimas. Sempre me disseram que, em términos, devemos mesmo abraçar a Samara que cuida do fundo do poço e pedir esse cargo pra ela. Mas eu não consegui fazer isso, não. Na real, acho que eu vivi os meus lutos pós-relacionamentos longos da melhor forma: me dando espaço e me dando tempo. Quer dizer, na maioria das vezes, porque foram os erros que me deram ideia para escrever está post. Separei cinco conselhos que dei, recentemente, para uma amiga, e resolvi colocar aqui no blog para, quem sabe, te ajudar em um momento difícil. Fecha o pote de Ben and Jerry's rapidinho e leia isso aqui. Vai te ajudar muito mais e ainda não aumentará sua glicemia.


1. Você pode conhecer pessoas incríveis em uma hora totalmente errada

Ninguém gosta de sofrer e querer acabar com esse incômodo imediatamente é natural, né? E como é que tentamos superar um namoro? Conhecendo novas pessoas, é claro! E esse é o pior e principal erro - e eu vou te dizer o porquê .Primeiro porque a você está "quebrado", então, qualquer coisa ou alguém legal que aparecer nesse período, não será aproveitado/valorizado. Segundo porque, inevitavelmente, você vai comparar qualquer nova pessoa, com a anterior - e isso te deixará ainda mais frustrada. E terceiro porque, por mais doloroso que possa parecer (e pode até soar insensível da minha parte) você precisa aprender a ficar sozinha desde já. O pós-termino é sempre muito difícil porque nos acostumamos a ter alguém para contar uma novidade, para desabafar depois de um dia ruim, ou para ser a companhia perfeita para o cinema. Eu sei, mas é aí que entram suas amigas e amigos. Apoie-se nas pessoas que te amam, eu tenho certeza que você não será um fardo para nenhum deles.

2. Permitir-se ficar triste fará com que você se lembre de pequenos prazeres

Encare o término como um momento de autoconhecimento, antes de tudo. Tente se lembrar das coisas que te deixavam feliz, antes de ter alguém do seu lado. Lembra quando você era viciada em vídeoaulas fitness? E aquele curso de ikebana que você adorava secretamente, mas chocava com a folga do ex e você acabou desistindo? E os filmes incríveis que você deixou de assistir porque o boy não curtia nada independente? Então! Tente lembrar dos seus pequenos e próprios prazeres, mas sem tentar passar por cima do que você está sentindo. Entenda que está triste, mas você você não precisa ser triste.

3. Ficar sozinha te obrigará a lidar consigo mesma

Todo mundo consegue ficar sozinho, mas quando terminamos um relacionamento, parece que desaprendemos e que toda a nossa existência dependia de uma segunda pessoa. Mas não! Se você entender que agora é um momento de introspecção e que isso pode ser extremamente benéfico para o seu próprio desenvolvimento, verá que toda essa situação foi maravilhosa para algo muito melhor: a construção do seu relacionamento consigo. Se você tentar pular isso a qualquer custo, perderá algo valioso e que será cobrado mais pra frente. Vai por mim!

4. Você aprenderá a dar valor nas pessoas que realmente te amam

Se tem uma coisa que eu aprendi nessa minha vida de quase 25 anos, é que pessoas para ficar do nosso lado nas horas boas, não faltam, mas quando é no perrengue... Mas acredite, isso não deixa de ser um ótimo filtro. Você, amoadinha porque terminou um namoro, precisará de colo de mãe, irmã, melhor amigo - e verá quem está do seu lado, afinal. Se você for daquele tipo de pessoa que esquece os amigos enquanto namora, terá nisso, também, uma baita lição: a de que você deve priorizar quem prioriza você - e assim, não cometerá esse erro gravíssimo numa próxima.

5. Você amadurece

A superação de um término de relacionamento é gradual e acontece todos os dias. Não tem fórmula, não tem receita, quiçá um tempo pré-determinado. Conheço pessoas que superaram namoros longos em duas semanas. Outras que levaram três anos para esquecer um amor de seis meses. Não tem tempo quando falamos de emoções, né? Mas uma coisa é certa: enfrentar toda essa tempestade de frente, permitindo-se fraquejar quando necessário (mas sem esquecer de quem você é) promove muitas coisas, entre elas, o amadurecimento.

~

Términos nunca são legais. Doem emocional e fisicamente, em alguns casos. Mas passam. A dor da lugar à experiência e a experiência te faz mais seletiva, mais segura, mais feliz. Não tente atravessar esse rio sem saber nadar - aprenda a mergulhar para, assim, descobrir a imensidão de coisas que você podem te encantar, por ali. Em vez de lembrar de um alguém que saiu da sua vida, olhe-se no espelho. Flerte consigo mesma, ressalte seus pontos positivos e descubra cada detalhe sobre sua pessoa. Construa um relacionamento com você, porque esse, amiga, esse é eterno. Eu juro.

✨ Dê tempo ao tempo ✨

Um comentário

  1. Preciso dizer que
    ESTOU APAIXONADA PELO GIF DESTE POST
    Meu Deus *_*
    Fiquei uns 15 minutos admirando os detalhes...
    Muito maravilhoso!

    E, claro, como sempre amo o que vc escreve! <3

    ResponderExcluir

© MY OTHER BAG IS CHANEL
Maira Gall