28/04/16

Cinco coisas que não te contaram sobre morar sozinha

Morar sozinha é uma experiência e tanto. Alguns de vocês já passaram por isso muito antes que eu, seja mudando de cidade para estudar, ou vivenciando intercâmbios incríveis. Minha mudança foi um pouco diferente, já que ela foi direto para a vida adulta, com direito a aluguéis saindo do meu próprio bolso, compras nada glamourosas compostas por pão, couve-flor e farinha de trigo, e rolês sendo repensados. Pois é, vida adulta tem lá suas vantagens, mas sair de casa é bem complicado. Estou nessa há 4 meses e vou contar cinco coisas que, provavelmente, não te falaram sobre sair de casa. 

1- Você sempre ficará sem dinheiro


É incrível! Você recebe, puff, pagou contas e tá dura. Recebeu de novo, puff, pagou mais contas que surgiram e continuou dura. E não importa se você resolveu guardar um pouco para finalmente comprar aquela bota incrível que você viu no shopping: seu banheiro vai entupir e sua botinha maravilhosa ficará para, quem sabe, mês que vem. 


2- Ficar doente é ainda pior quando você mora sozinha


Estou vivendo isso agora e, vou te contar uma coisa: não tem ninguém pra fazer canja pra você, ninguém pra ligar na farmácia, ninguém pra tirar sua temperatura. Ficou doente morando sozinha e precisa ir ao pronto-socorro? Agradeça aos céus pela existência do Uber e vai na fé - com muita bateria no celular para jogar joguinhos e toda a paciência do mundo. Uma dica de ouro: antes de mudar, certifique-se de você tem hospital e farmácia perto. O Uber fica barato! hahaha #dicadeouro 

3- Você vai falhar miseravelmente em tudo, no começo 


Primeiro jantar, primeira vez que lavar roupas, primeira ida sozinha ao trabalho... Primeiras vezes são traumáticas em um geral, mas quando você está sozinha é ainda pior. Quando me mudei, eu não sabia fazer absolutamente nada de comida, no máximo fritar um ovo. Minha mãe sempre me alertou e eu sempre disse: quando precisar, aprendo. Bem, demorou mais do que eu gostaria de assumir. No meu trabalho, eu sempre brincava que esperava ficar morreeeendo de fome para comer minha própria comida - e o pior é que era verdade hahaha. Depois você vai aprendendo a deixar o arroz por mais cinco minutos no fogo, a colocar um pouco mais de alho e que brócolis salva qualquer refeição gordurosa demais. E tcharam: 4 meses e eu realmente gosto da minha comida. Sobre a roupa... Eu não dei uma de Rachel e manchei todas as minhas roupas com uma meia rosa, porém... Perdi meus dois blazers favoritos - SIM, O VERDE!!! - manchando-os com... Amaciante! Já chorei, reclamei, mas né, vida que segue.

2- Ou você vai ao mercado, ou você vai ao mercado


Eu estou numa semana bem ruim porque fiquei doente com todas as ites: conjuntivite, bronquite e São Paulo me presenteou com sinusite. Ok, fiquei bem quieta na minha cama por dois dias, toda trabalhada na compressa de água quente e remédios. Até que, hoje, percebi que minha geladeira ficou vazia e eu não tinha nada pra fazer no jantar. O que fazer senão se encapotar inteira e ir, no frio, comprar carne, frango, banana, maçã e macarrão, não é?

1- Você aprende a dar valor em coisas minúsculas


Eu até comentei sobre isso nesse texto aqui, mas aqui quero dar mais detalhes. Morar sozinha te mostra como o simples fato da sua mãe chegar cansada do trabalho e ainda fazer o jantar é digno de nobreza. Crescemos com as mães fazendo essas coisas e achamos naturais, que "não desgastam", mas meu Deus, como desgastam! Hoje, chegando cansada do trabalho e ainda ter que cozinhar faz com que eu me lembre da minha mãe toda vez. Então, parece bobo, mas dê valor para essas pequenas coisas. São verdadeiras provas de amor cotidianas. E olha, nesse frio, com as ites atacadas, eu não desejo nada mais que uma canja da minha mãe - que ela fazia, sem reclamar, independente do cansaço de um dia de trabalho pesado.

-

Ah! As partes boas de morar sozinha que todo mundo já imagina, como liberdade, fazer o que quer na hora que quer, deixar a cama desarrumada por dias e etc são todas verdadeiras. E são essas mesmas pequenas coisas que fazem que toooodo o perrengue valha a pena. ♥

____________________________________________________________________________________________________________________

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Twitter // Facebook // Instagram // Grupo do Blog // Snap: mihbroccoli

7 comentários:

  1. Ahahahaha
    Ai Michele, você é maravilhosa! hahahah
    Se eu tivesse lido isso há 5 anos atrás (quando eu saí de casa) eu não teria achado tão engraçado e tão verdadeiro!!!
    E que lindo saber que mais alguém percebeu o quanto nossas mães são Rainhas!
    Eu admiro demais a minha, pelos mesmos motivos que você disse aí, e outros.. <3
    Elas são espelhos pra nós, né?!
    Enfim, eu saí de uma cidade beem, mais beeem pequenininha pra ir morar em Araçatuba!
    Foi mais ou menos a sensação que você teve em sair daqui e ir pra capital!
    hahaha
    E posso te dizer que depois desses anos todos, já aprendi todos os macetes de morar sozinha, e não me vejo em outra situação! AMO essa vida <3

    Beijos e boa sorte pra voce!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHA que bom saber que você passou e sobreviveu a tudo isso!
      Mas, é bem isso: amo isso tudo. É tão bom ser "donas de nós mesmas", né? E, nossa, SIM, como nossas mães são rainhas, meu deeeeus!

      Obrigada e boa sorte pra gente ♥

      Excluir
  2. nossa, ficar doente sozinha é terrível mesmo! acho que foi quando percebi que realmente morava sozinha. hahaha. ainda bem que você está se sentindo melhor. :)

    ResponderExcluir
  3. Pra mim a pior parte é a comida não brotar na geladeira e chegar em casa morrendo de fome e ainda ter que fazer a comida. Lembro sempre sempre de minha querida maezinha nessas horas. Faz quase 4 anos que saí de casa totalmente e mesmo assim sempre lembro rs.

    ResponderExcluir
  4. Estou morando sozinha a dois meses e realmente não damos tanto valor assim a nossas mães. Ficar doente com certeza é a pior parte, fiquei de cama dois dias com febre, mas acho que fiquei mais abalada pela falta dos cuidados. Meu pai é do tipo que vai a farmácia e compra todos os remédios possíveis e minha mamis faz chazinho como tratamento de gripe a moda antiga.
    Espero que essa fase passe logo e você melhore, pois o frio esta chegando e as its sempre atacam nessa época.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. tantas verdades, meudeus
    os perrengue louco que a gente passar
    sen or

    ResponderExcluir
  6. Ir ao mercado! hahahaha nossa eu DETESTOOOOOO!!! Mesmo casada eu odeio, é mto tenso! Mas eu vou pq né, não rola passar fome! hahaha de resto no começo a parte do dinheiro dói, vc só pensa nas contas que tem pra pagar, é mto tenso!! Mas depois é bom, pois vc começa a se organizar melhor com os gastos e dar valor para o suado salário!

    bjus

    ResponderExcluir

MY OTHER BAG IS CHANEL © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.