13/02/16

O que assisti nos últimos tempos

Faz tempo que estou para escrever esse post, porque nos últimos tempos eu consumi bastantes filmes e finalizei algumas séries. Até revivi meu antigo tumblr para poder expor, um pouquinho, as minhas obsessões por filmes que me encantaram. Confesso que ainda tenho muitos filmes em minha lista - e tenho séries a serem iniciadas - mas até que aproveitei bem os momentos "de ócio" com as coisinhas que vou listar. Vou colocar pela ordem em que foram assistidos, ok? Ok! 

Match Point (Woody Allen, 2005)



Esse filme estava na minha lista sabe Deus desde quando. A primeira vez em que ouvi falar dele foi por um amigo virtual dos meus 17 anos (conversávamos horrores sobre vestibulares de Jornalismo, livros clássicos e filmes). Ele me indicou Match Point, mas veja só, fui assistir seis anos depois. Ainda bem! É o tipo de filme que não teria sido bem aproveitado caso eu tivesse assistido naquela época. Assim como todos os filmes do Woody Allen, o roteiro é impecável e tem frases que serão levadas para a vida. Tenho um impasse muito grande por gostar tanto das obras do Allen porque acho ele um ser humano de bosta, mas sou completamente obcecada por sua obra. Rola uma identificação absurda e que até me assusta. Enfim. Match Point fala sobre como a sorte é tão importante quanto qualquer outra skill (amo que meus textos aqui no blog nunca se mantém formais hahaha). É um filme que nos faz pensar sobre escolhas, índoles, destino, enfim. O elenco é fenomenal e somos presenteados com uma Londres, sempre encantadora, da ótica do diretor, ou seja, takes incríveis da cidade da rainha. 

Before Sunrise, Before Sunset e Before Midnight (Richard Linklater, 1995, 2004, 2013)

Before Sunset, 2004

Ah, a trilogia do Amanhecer... Fiquei perdidamente apaixonada e sem dúvida alguma, estes filmes passaram a integrar a minha lista de favoritos. Essa trilogia retrata o amor como ele realmente é: o fogo do início, a coerência e solidez de quando ele é entendido como tal e como ele é com desgastar dos anos. Foi o primeiro trabalho que conheci do Linklater, mesmo ele sendo super famoso por Boyhood. O texto é tão impecável que eu tenho vontade de transcrever o filme todo, sem contar nas imagens. Somos presenteados com imagens incríveis de Viena, de Paris e da Grécia. Passei a ser uma grande admiradora do diretor e uma completa apaixonada por Jesse e Celine. 

Master of None (Netflix - 2015)


Uma grata surpresa da Netflix. Muitas pessoas comentaram sobre a série e esse post da Bessie me fez começar a ver. Assim, eu acho que esperei muito e, nos primeiros episódios, fiquei um pouco com a sensação de "hum, é isso que a galera tá venerando?", mas a partir do "Parents", passei a ter o devido respeito, até porque o roteiro é maravilhoso e o Aziz faz um humor muito gostoso  e inteligente. A Netflix está surpreendendo muito com a qualidade de produção de suas séries e tá realmente complicado não querer ver todas as produções assinadas pelo serviço de streaming. Como faz pra ter tanto tempo? 

Waking Life (Richard Linklater, 2001) 


Assisti esse filme em uma madrugada e, nos primeiros minutos, não estava dando a devida atenção. Acho que porque os textos são muito profundos e, no momento, eu estava com um pouco de sono e distraída. Entretanto, quando Jessie e Celine (sim, da trilogia) apareceram na cena, toda a minha atenção foi voltada para o filme e, nossa, que filme. Na verdade, não é nenhuma superprodução e você pode até se sentir cansado ao acompanhar, mas o texto é tão profundo e provoca tantos questionamentos (ou expõe tantos pensamentos que já passaram por sua cabeça, mas de uma forma mais organizada) que não tem como não se interessar, identificar e ficar encanado naquilo. Fiquei pensando nesse filme e em suas passagens por dias e, até hoje me pego pensando em algumas frases. É, definitivamente, um filme para pensar sobre a nossa existência.

-

E você? O que tem visto por esses dias?

Comecei a minha "Maratona do Oscar", então provavelmente tenha mais textos assim nas próximas semanas! :)

Beijo beijo!

_____________________________________________________________________________________________________________________

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter // Facebook // Instagram // Grupo do Blog // Snap: mihbroccoli

4 comentários:

  1. Gostei do post. Já tinha assistido a trilogia e fiquei feliz de saber que mais alguem gostou tanto quanto eu pq conheço poucas pessoas que conhecem esse filme

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, eu sempre acho o máximo que você tem o mesmíssimo nome que eu e temos os mesmos gostos! Seríamos clones? HAHAHAH E sim, a trilogia é maravilhosa e também acho que as pessoas deveriam se render a Jesse e Celine ♥

      Excluir
  2. louca pra assistir master of none. vi tanta gente elogiando que a curiosidade bate forte HAHAHAH :)

    ResponderExcluir

MY OTHER BAG IS CHANEL © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.