07/12/15

Links maravilhosos da semana #16

Como puderam perceber pelo meu último post, tô meio emotiva. Acho que é marte transitando em aspecto tenso com marte natal. Isso significa que ficarei excessivamente sensível, então, explica o fato de eu ter me emocionando tanto lendo alguns textos recentemente. E é nessa vibe a maioria dos links da semana: muito amor, sensibilidade, coração quentinho. Mas também, como não somos de ferro, tem moda e nerdice também.

Meu amor platônico

Vinte e cinco de novembro - Chata de Galocha. A Lu Ferreira relatou o seu parto humanizado e eu, que não tenho vontade de ser mãe e me interesso 0% pelo assunto, li. E me emocionei. Terminei o texto chorando e sorrindo e estou aqui, indicando a leitura. 

Uma carta para Carolina - Carol Burgo. Vi essa indicação no blog da Adri, li e, mais uma vez, fiquei com os olhos marejados. Sensibilidade e sinceridade. Carol deu um tapa na cara da Carol de vinte e poucos e, sem querer, deu na minha também. Eu, com 20 e poucos, tenho muitos planos para os 30, mas confesso que com o decorrer da vida, eles foram mudando. Na verdade, com 18 anos eu fiz um texto no meu blog antigo, com uma utopia absurda sobre os 25. Imagine o que eu pensava dos 30? Esse texto maravilhoso enfincou meus pés na terra - e olha que eles já estavam no chão há um bom tempo. Apesar dessa minha introdução, não é um texto negativo: muito pelo contrário. É maravilhoso.

Coleção da Moschino homenageia os 30 anos do Super Mario - Fake Doll. Gostaria de dizer apenas duas coisas: quero & muito. 

Por que deixei a redação jornalística para trabalhar numa startup de tecnologia - Daniela Bertocchi. Texto muito interessante não só para jornalistas, mas para todo mundo que trabalha com comunicação. Estamos vivendo um momento muto interessante e com diversas oportunidades. É tempo de mudanças - mesmo.

"Por que eu parei de fazer piada machista", Ronald Rios - VICE. Ronald Rios e sua namorada (feminista ferrenha, como ele mesmo descreve), escreveram para a VICE e ele contou o porquê de ter mudado seu comportamento e eliminado de seus shows piadas machistas. Vocês estão vendo quando eu digo sobre mudanças? :)

TAB - Moradores de Rua - UOL. Essa era uma pauta que sempre tive muita vontade de fazer. Ouvir o que essas pessoas têm para dizer, fazer um retrato à lá Sebastião Salgado dessa (duríssima) realidade. Nunca tirei essa vontade do papel, mas o UOL Tab sim - e ficou incrível, como sempre. Vale dedicar um tempinho do seu dia lendo a matéria e conhecendo essas histórias. Um spoiler: você pode dar uma choradinha.


Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter // Facebook // Instagram // Grupo do Blog // Snap: mihbroccoli

2 comentários:

  1. Nossa, também não me interesso pelo assunto pq não quero ser mãe é geralmente passo reto de textos assim, mas parei pra ler o relato da Lu esses dias e fiquei bem impressionada. Puta experiência! (Me perdoa o linguajar rs)

    ResponderExcluir
  2. Não que eu não queira ser mãe, acho que é uma coisa muito distante ainda, e eu também costumo passar reto de textos que falem sobre o assunto. Mas eu gostei bastante do "Por que deixei a redação jornalística para trabalhar numa startup de tecnologia". Eu estou me formando na faculdade de jornalismo, e a visão que ainda reina no senso comum é a de que o jornalista só faz isso = trabalha em uma redação, ou de TV ou de veículo impresso. Ha tantas possibilidades além disso. E eu tenho interesse em explorar justamente essas. Adorei as indicações! Um beijo : *

    ResponderExcluir

MY OTHER BAG IS CHANEL © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.