01/08/15

Tira o band-aid

Foto: Shutterstock

Quando a ferida é funda, não tem jeito: demora para cicatrizar. Primeiro vem a dor insuportável que faz parecer que você é fraca e que não vai aguentar. Depois vem a ideia de colocar um curativo, que é apenas uma medida provisória para que aquela ferida não fique pior. Mas ás vezes fica. Ás vezes o machucado não é cuidado como deveria e acaba ficando pior. Infecciona. O band-aid que antes servia como solução, acaba sendo um empecilho. Ele precisa ser arrancado. Você tenta uma vez: tira pelas beiradinhas. Sente a cola desgrudar da pele e dói. Dói tanto que você desiste. A ferida continua funda, o curativo continua sem fazer resultado. Todos os dias tenta tirar um pouquinho do band-aid, mas é em vão. É um sofrimento sendo prolongado. É a mesma dor voltando todos os dias. Sofrer torna-se rotina pela falta de coragem.

Até que um dia os planetas se alinham,Vênus fica retrógrada, ou você inventa um motivo que seja importante para você, respira fundo e pronto: tira o band-aid de uma única vez. Não sente os pelinhos da perna sendo arrancados juntos, não sente aquela dor imensa. Dura pouco. Três segundos e fica apenas dolorido. A dor, aquela que tirava o sono, vai embora. Quando a água bate, dói. Arde e você se lembra de como era bom, em determinado ponto, ter aquele curativo ali. Mas basta uma brisa passar e refrescar o machucado para você perceber a melhor coisa que fez foi ter arrancado aquele curativo, afinal, dor por dor, que ela fosse sentida de uma vez. Uma única vez.


Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

14 comentários:

  1. Acho que não sou só eu que vai ler sobre o bandaid pensando em outros ~~causos em que ficou adiando e prolongando dores na vida (por comodidade e por medo), ao invés de ir lá e finalizar o assunto.

    Amei o post, beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Kah, acho que todo mundo já passou por isso na vida, né?
      É foda mas, na maioria das vezes, inevitável.

      Que bom que gostou <333

      Excluir
  2. As vezes surgem bandaids daqueles que a gente nem pensa em tirar, já senti algo assim. O tipo de bandaid que você procura uma maneira de conviver com ele te repuxando e te lembrando a cada dia que ele ainda está alí. Como tudo na vida tem um ciclo, como dizem por aí, isso tudo passa e superamos sem mesmo sabermos como! Acho isso maravilhoso, ver como somos capazes de curar nossas próprias feridas e tirar nossos bandaids!

    Eu também estou participando do #BEDA, confira meu último post "Testanto a lente FishEye da Opteka" aqui

    beijos, "fulana"
    Sobre Caracóis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, nós somos nossas próprias curas! :)
      Ótima reflexão!

      Excluir
  3. Socorro michele, escrevi um comentário aqui e em no final mando uma "frase" ns comentários.."beijos, nome da pessoa e link pro blog"...acabei esquecendo de colocar o seu no final. Desculpa não ache que sou louca kk

    ResponderExcluir
  4. O problema é quando a gente arranca o band-aid e a cicatriz é tão profunda que nunca mais desaparece. Mas o importante é que se conseguiu arrancá-lo e, talvez essa cicatriz seja somente para vc lembrar e tomar mais cuidado da próxima vez.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, "lembrar e tomar cuidado da próxima vez"... É EXATAMENTE ISSO! :)

      Excluir
  5. Oun, que lindo Mi!
    Maior verdade, arrancar o band-aid de uma vez é muito mais fácil. E parece que tem um momento que tudo se alinha mesmo e voce sente: Pronto, agora é a hora de arrancar esse trem,rs.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Ei! Acabei de conhecer seu blog através do BEDA e amei! Às vezes quando as coisas nos fazem sofrer, sentir alguma dor, relutamos em "arrancar o band aid" né? Como você mesma disse, temos que parar de sofrer por falta de coragem. Seja mudando hábitos ou tomando decisões. Amei o post e já estou acompanhando o blog! (aliás, estou igual criança mudando o fundo kkkk) Um beijo : *

    www.fleurdelune.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que bom que gostou! Fico muito feliz! <3

      E confesso que eu também fico brincando com os fundos ;x hauiehaiuehauieh

      Excluir
  7. Fiquei pensando em todos os band aids que já tirei. Sorte que algumas feridas não são profundas o suficiente para deixarem cicatrizes. Amei o texto ♥

    Curiosamente Impulsiva

    ResponderExcluir
  8. Consigo encaixar esse texto em tantas situações e compará-lo com tantas coisas que não posso dizer que ele é nada menos que maravilhoso ou: o melhor texto que li no dia.

    Amei muito.

    ResponderExcluir

MY OTHER BAG IS CHANEL © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.