10/08/15

Coisas que marcam: O dia em que levei um capotão

O BEDA, pra mim, está sendo mais que um desafio de postar todos os dias: está sendo a prova de que perdi totalmente o pudor e a vergonha de postar nesse blog. Sério, depois desse post (e desse aqui), não teremos mais amarras e estaremos muito íntimos, porque o que vou contar hoje, meu Deus, é uma das maiores humilhações da minha vida hahahaha. Sério, gente. Existe coisa mais humilhante que você cair em público? Ainda mais na frente da faculdade? Na frente de dois caras gatos? Esparramando todas as suas coisas? Também acho que não, mas vamos contar a história que tive coragem de contar porque fiquei inspirada pelos posts da Carol.


Era uma quarta-feira. Eu me lembro como se fosse ontem. Estava em um novo emprego fazia, no máximo, um mês. Naquela época, estava trabalhando no departamento de Marketing da minha faculdade. Ficava lá de manhã, almoçava em 20 minutos e voava para outro estágio, no jornal local. Como se não fosse corrido o suficiente, foi logo quando comecei a tomar o sandomigran (um remédio que "previne" enxaqueca) e ele me deixava dopadona. Acordei no meu horário normal, coloquei o This Is War pra tocar (estava ouvindo muito 30 Seconds na época) e peguei o busão para o trabalho. Naquele dia, meu pai me buscaria no horário de almoço para eu poder ter um tempinho a mais para almoçar. Eu estava com minha bolsa, um capacete e uma mochila com meu notebook, porque teríamos um trabalho importante a noite (sim, eu saia às 7h de casa e voltava às 23h). E ok né. Fui. 

De boas no busão
Fui meio cochilando no bus, mas ainda conseguia saber onde estava e ouvir minha música. Desci no ponto, que era a duas quadras do trampo, e segui normalmente para o trabalho. Não sei o que foi, mas de repente eu fui arremessada no chão (a sensação foi de um empurrão, mas não foi nada mais que um tropeço numa pedrona) e eu cai de boca. Poderia ter sido algo assim:


Mas é claro que foi algo assim:


E foi capacete, bolsa e tudo pros quintos dos infernos. E o peso da mochila me impossibilitava de levantar.


Tinha gente na frente da faculdade? Tinha sim.

Gente bonita? Era sim.

Era boy? Era boy.

O que eu fiz?

Fingi que desmaiei.


Pois é mores.

E lá fiquei, estirada no chão ~~ desacordada ~~.


Aí os meninos bonitos, que normalmente iriam rachar o bico da minha cara vieram CORRENDO ME SOCORRER. Me acordaram, mega preocupados e pegaram todas as minhas coisas. O que eu fiz? Fingi que realmente estava passando mal.


Fofíssimos, me apoiaram nos braços, subiram as escadas comigo e me levaram até meu departamento.


Sob a promessa de que dali em diante, ia me alimentar melhor para minha pressão não abaixar a ponto de eu desmaiar novamente, fecharam a porta. E eu, ao ver meus colegas de trabalho, só consegui fazer isso...


E contei toda a história. Toda ralada, mas morrendo de rir.

E esse foi o dia em que levei um capotão.

Se vocês gostarem desse tipo de queimação de filme, me avisem. História que rende risos (alheios) é comigo mesmo! hahaha


Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

17 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk moooooooorta
    Não acredito que você fingiu desmaio!
    ARRASOU!
    Vou fazer isso se ver que tem boys na frente.
    Menina, que vida corrida hein!

    Beijão
    www.cappuccinoebobagens.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não acredito até hoje HAIUEHIUHEAIUHE mas ponderei, muito rapidamente, os níveis de humilhação e fingir o desmaio pareceu melhor HAUIEHUIHEUAHIUHE

      Excluir
  2. HAAAAAAAAAAAAHUAHUAHUHAUHAUHAUHAUHUAHUAHUAHUAHUAHUHAUHAUHA mano, melhor tática. Tô chorando aqui. Posso me inspirar nessa vibe e fazer um post desses assim amanhã? HAUHAUHAUHUAHUAHUHAUHAUHAU AI :`)

    ResponderExcluir
  3. UHSAUSHAUSHAUSHAUSHAUSHAUSHAUS desmaiei também, dps desse post!
    Quem disse q vc ia sair na pior, toda ralada? Que nadaaaaaaa! Arrasou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AHUIEHUIEHAUEHAUIEHUIAEUAIEH e ainda rendeu post!

      Excluir
  4. KKKKKKKKKKKKKKKKKKK MORTA
    Também vivo tropeçando em pedras, mas nunca levei um capotão histórico desses ~ainda~, mas pagar mico na frente de gente bonita também é meu forte, nuss :( Quando isso aconteceu comigo também fingi que estava malzona, meia zonza hahaha sempre funciona! Beijos

    www.chuvadejujubas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SEMPRE AIUHEIUAHEUIAHUEIAHE antes despertar compaixão que risos né?

      Excluir
  5. Gente, como nunca pensei nisso antes? hahahahah geniaaaal!

    Eu sou o desastre em pessoa, vou aderir pra próxima. Ainda vira história, né? "lembra daquela menina que desmaiou na nossa frente e nós a ajudamos? "Puxa, aquele dia foi louco, né?"

    hahahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHAHAHAHAAH Exatamente, Rê!!! Não vou ser lembrada como "a tonta que rachou a boca na nossa frente", mas sim como "a menina que passou mal e desmaiou" HUIAHIAUHEAIUH menos humilhante <3

      Excluir
  6. Melhor história da vida! Eu nunca tinha pensado nisso! Sabe o que é pior? Pra mim é aquele momento em que vc percebe que tá caindo e tudo fica meio que eu câmera lenta, e você tem consciência do que tá rolando e só pensa 'ai meu Deus tô capotando na frente de todo mundooooo!"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MEU, SIM!!!! HAHAHAHA Fica tudo em câmera lenta e sua humilhação é potencializada HAUIEHAUEHAIEHAUHAUHEIAUHUI

      Excluir
  7. HAHAHAHAHAH, gente.
    Michele está DES-MAI-ADA! AHHAHAHAHAHAH amei, melhor jeito de ser amparada por boy lindo, vou usar essa técnica. Uma vez aconteceu comigo (até relatei http://rgb.estudioacre.com.br/?p=1875), e pqp deveria ter desmaiado também. melhor técnica. HAHA

    ResponderExcluir
  8. HAHAHAHA adotando essa dica pra vida <3

    ResponderExcluir
  9. AMO post queimação de filme e tenho vários pra compartilhar ainda HAHAHAHA mijando de rir aqui

    ResponderExcluir

MY OTHER BAG IS CHANEL © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.