31/01/15

52 álbuns para ouvir em 2015: 03/52 para curtir um dia de sol

Essa tema é muito sugestivo para esse estágio de inferno que é a minha cidade. Pensei muito para escolher esse álbum porque, pra mim, todo pop chicletinho é delícia para ouvir nesses dias, mas escolhi um álbum que me lembra muito uma ~pool party~ e que sempre que escuto (até hoje, mil anos depois), lembro de piscina, caipirinhas, gelos, decoração colorida e gente querida. Esse álbum é o... 


Conheci The Ting Tings em uma época em que me pautava por comunidades do Orkut. Não sei se tiveram essa mesma fase, mas uma comunidade de banda levava a outra banda relacionada e quanto menos membros nela, mais eu me interessava (eu tive uma épca de uma fortíssima síndrome underground, quando isso era ser hipster, shame on me). Conheci uma única música e por causa dessa música fui atrás de conhecer mais desse casal sucesso. Não deu outra: me apaixonei pelo cd inteiro e no verão daquele ano (que também não lembro qual foi e não estou com paciência de fazer contas hahaha) só deu eles! Para quem não conhece, a dupla é formada por Katie White filha do Walter White e por Jules de Martino. Os dois fazem de tudo na banda - e a parceria é incrível e realmente funciona.



Eles já têm três álbuns, mas o We Started Nothing foi o mais premiado e conhecido. Os cinco singles lançados foram verdadeiros sucesso e eu tenho certeza de que você sabe cantar pelo menos três! A primeira música que fez sucesso aqui no Brasil foi That's No My Name (they call me hell! they call me Stacy!) e o sucesso foi tanto que até trilha sonora de novela da Globo ela virou (e a Michele síndrome underground morreu de nervoso né hahahaha).



A dupla britânica é bem cool e suas músicas são bem indie/eletrônicas/delicinhas. A vocalista Katie é super estilosinha - bem aquele estilo inglesinha-sou-cool-que-eu-sou-apaixonada - e o bofe segue a mesma linha. É uma dupla que "se veste do som que tocam", entende? Inclusive, o estilo dele me lembra muito o do Gabe Saporta do Cobra Starship



Ficha técnica:
We Started Nothing - The Ting Tings (Deezer | Spotify)
Melhor música: Shup And Let Me Go
Pior música (ou a menos boa): Traffic Light
Não deixe de ouvir: We Walk, Great DJ, That's No My Name e Keep Your Head
Por quê você deveria ouvir? Porque é indie, britânico e delícia! VAI! 
Na escala de 1 a 5 wayfares vermelhos, minha nota é: 


Para ler todos os posts do 52 Álbuns para ouvir em 2015, navegue por essa tag marota! 
Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

4 comentários:

  1. Nossa, Mih, escolha perfeita para o tema do terceiro algum do desafio.

    The Ting Tings é muito amor e esse álbum é uma delícia sem fim. Lembro que me apaixonei por ele assim que comecei a ouvir e nunca mais parei.

    Na última turnê eles vieram aqui pro Rio e eu consegui ir no show, nem acreditei, porque né, eles não tãoooo famosos por aqui.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus! Sabe aquela banda que em algum momento da sua vida você adorou mas depois acabou esquecendo? É The Ting Tings! hahaha Que bom que você compartilhou, agora não vou mais parar de ouvir!

    ResponderExcluir
  3. Esse álbum é viciante e delícinha! Adoro The Ting Tings, mas meu namorado acha as músicas irritantes hahaha

    ResponderExcluir
  4. Adoro os singles desse álbum, são muito divertidos e pra cima, sempre me animo!

    http://aestantecheia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

MY OTHER BAG IS CHANEL © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.