12/11/14

Papo calcinha #8: Traição

Desde que o Adnet foi descoberto traindo a Dani Calabresa, não se fala mais em outra coisa. Uns ficam do lado da Dani, outros atacam o humorista e muita gente cuida da vida alheia. Mas não é sobre cuidar da vida alheia, certo e errado, ou qualquer coisa do tipo que vamos falar aqui não. A verdade é que com casos como esse, não tem como não se imaginar (ou, para alguns, relembrar) na mesma situação. "O que eu faria? Ai, e se fosse comigo?". É difícil pensar, né? É, eu sei porque tentei. Como fazia muito tempo que não rolava Papo Calcinha, vi a melhor hora de dar um sacode na seção mais democrática do blog. O tema foi composto por apenas uma palavra e rendeu muuuuuuitas linhas. E aí? O que elas acham sobre traição?


Gabi:
"Hum, fui traída, sou corna, e agora sociedade?"
Na verdade, você não deve nada a essa tal de sociedade, que insiste em julgar relacionamentos que "não dão certo". A traição, infelizmente, faz parte do cotidiano de muitos casais, algumas mulheres ou homens sabem que são traídos, mas deixam. 

Outros perdoam, outros não aceitam de jeito nenhum e até querem pagar na mesma moeda. Cada um com sua reação. Eu não sei o que faria, a primeira coisa que vem a minha cabeça, óbvio, é a não aceitação. Sério, se me traiu é porque não está satisfeito comigo, ou porque foi fraco e não resistiu ao tesão do momento. As vezes ele pode sim amar e trair, sabe o por que? Porque se deixa levar pelo momento, pelo tesão (Não que eu concorde, mas estou tentando ser justa). Mas, não que eu aceite e ache isso normal. Eu sei o quanto dói, ainda mais quando é exposto em mídia nacional, como o caso da Dani Calabresa. 

Na verdade cabe ao casal resolver e a pessoa traída decidir qual rumo seguir. São tantos argumentos. Eu não aceitaria, pode ser que se, eu amar realmente alguém, mude de ideia, porque quando você ama, você fica cego. Mas, acho inaceitável, poxa meu, tu resolveu namorar com uma pessoa pra trair assim? Ir pra cama com outra? Sério, não cola, não rola. Mas, e se você traísse? Hum. Realmente é algo polêmico. Mas eu partiria para outra, daria um tempo para essa ferida cicatrizar e continuaria a viver, sem amarras, porque traição é algo complicado, que, sinceramente, não entra na minha cabeça.

Marina:
Para mim falar de traição é muito complicado. Eu nunca fui traída (não que eu saiba) então eu não sei qual seria a minha reação. Eu nem sei, se eu sei como lidar com essa situação. É complicado falar que eu perdoaria, que iria engolir o meu orgulho, mandar todo mundo ir a merda e continuar a minha vida como se nada tivesse acontecido. Eu não sou assim. Eu gosto de remoer um assunto até o momento em que ele é resolvido e depois também (falha minha!). 

Ao mesmo tempo é complicado falar com certeza absoluta que eu não perdoaria. Até porque eu acredito em segundas chances, eu acredito em mudanças e que as pessoas podem fazer diferente. Por isso, falar sobre traição sempre vai ser extremamente complicado para mim. Não fiquei ai pensando que eu iria agir com calma. Eu não iria. Eu sou impulsiva, eu sou chorona, eu grito, berro, faço escarcel e meu bem, mimmm segura que eu posso até bater nos dois!

Tudo depende, principalmente relacionado ao momento que o casal está vivendo. Só quem vive em um relacionamento sabe o que se passa dentro dele, o que é bom para mim no meu, pode não funcionar no seu, e quando um tenta meter o bedelho no relacionamento do outro grandes merdas acontecem.

Enfim, é complicado e eu confesso que to confusa. :(

Patrícia:
Traição é o tipo de atitude inaceitável que com toda certeza do mundo não merece perdão. O próprio nome já diz: t-r-a-i-r. Trair vai além do ato da traição em si. Pelo menos pra mim trair não é só ficar com outra pessoa quando se está um relacionamento sério. Isso é o de menos. Foda-se a puta que ele pegou! Trair é mais que qualquer vadiazinha de bar. Trair é ter a coragem de fazer isso sem ter a decência de comunicar ao outro que está traindo. 

Trair é mentir, enganar, omitir e esconder. É fazer o outro de bobo. É rir dele pelas costas, é escrever na testa da pessoa a palavra otário. Trair é esquecer tudo de bom que você sente por aquela pessoa que está com você e simplesmente jogar fora tudo que vocês construíram juntos! Trair vai além da biscate que estava com ele.

E isso não só para relacionamentos de homens e mulheres, casais em si. Mas sim em qualquer tipo de relação. Como pais e filhos, amigos, sócios e etc. Trair é trair em qualquer lugar do planeta e aposto que não existe um lugar no mundo onde isso seja uma atitude admirável.

Eu não consigo entender o que se passa na cabeça daquele que tem a coragem de cometer a traição. Não consigo raciocinar como um traidor, como um mentiroso, como um ser capaz de ignorar a confiança do outro. Sou incapaz de fazer um mal tão grande a alguém que confie em mim. Até porque confiança é o tipo de coisa que se conquista e que não se perde por nada nesse mundo. Porque uma vez perdida.... Pode não ser nunca mais recuperada. Me diz qual relacionamento no mundo vai conseguir ser o mesmo depois de uma traição? Me diz que mulher desse planeta consegue digerir uma mentira? Sério... Me de algum exemplo de casal feliz pós traição e eu juro que mudo minha teoria. Porque realmente eu sou extremamente careta quando o assunto é esse. Me desculpa, mas amor, respeito e confiança pra mim é coisa séria.
A partir do momento que eu sou especial o bastante para alguém estar comigo, eu quero ser especial o bastante para ela vir até mim e falar: olha, está uma merda esse namoro então eu não quero mais. Conheci alguém interessante e to caindo fora!

ÓTIMO!!!! Mais sinceridade, por favor. Quebre um coração mas não quebre a confiança. Apenas.

Tati:
Traição pra mim não é ~apenas~ o ato do parceiro beijar outra garota, ou ter uma amante, ou uma família fora do casamento e por ai vai... Traição não é o ato em si de forma isolada. Eu, particularmente, sou MUITO ciumenta. Ciumenta mesmo! E por isso meu olhar no que tange a traição é tão abrangente... eu nao acho que trair seja você deixar a namorada em casa e ir ficar com outra garota enquanto a namo pensa que vc foi pra casa dormir.. não acho que seja apenas isso! Trair é a quebra da confiança. Dentro de relacionamentos entre casais, entre familiares, amigos, amigos de trabalho. 

O ser humano é tão pobre de caráter que trai, às vezes, por ego (satisfação em transar com mais de uma mulher num dia), ganância (passa o amigo do trabalho pra trás pra alcançar algum posto), na confiança de um familiar ou de um grande amigo. mas afinal, pra quê? É necessário todo esse ego lááááá em cima? Sério? Uma vez eu vi uma mensagem de um amigo pra outro amigo dizendo que havia deixado a garota que ele ficava frequentemente (hoje eles namoram mesmo) na casa dela e uma outra garota estava trocando mensagens com ele, foi aí que ele mandou o whatssapp pra esse meu amigo e eu vi, com o seguinte conteúdo: "segunda do dia... não posso perder mais uma transa, né?" isso me marcou muito e na minha opinião é SIM uma puta traição e mais do que isso é FALTA DE CARÁTER!

A necessidade de se auto-afirmar macho, o comedor, o gostoso... Puta que pariu né? Traição pra mim vai desde um olhar até o sexo. eu sou tããããão neurótica com traição que acho o fim da picada pornografia. PORRA! Saber que o seu parceiro se excita (ainda que seja com uma imagem intocável) com um corpo que não é o seu, me poupe né! EU não aceito!!! me julguem hahaha quanto ao perdão, é difícil falar porque até eu saiba nunca fui traída... Nunca passei por essa situação talvez eu perdoaria, talvez não depende da circunstância, da situação que o casal vive... Porque eis uma coisa que só eles podem falar com propriedade e analisar se tem ou nao direito a uma segunda chance
mas sinceramente, nao tenho uma opiniao na ponta da língua do tipo "traição não perdoo" ou "todo mundo merece uma segunda chance". Não sei :(

Flávia:
Preciso começar dizendo que não acho legal trair, mas também não vejo como a pior coisa do mundo. Acho meio ingenuidade pensar que o cara só vai ter tesão em você pra sempre. Ter um caso fora do relacionamento é uma coisa que acontece por muitas motivos, inclusive porque simplesmente deu vontade. Acredito que trair não signifique falta de amor ou infelicidade no namoro ou casamento. Claro que também têm isso, mas acho que é possível você amar alguém e ao mesmo tempo desejar outra pessoa.

Esse tipo de traição que o parceiro (a) tem um caso longo e que envolve sentimento eu não perdoaria, acho deslealdade, porém quando se trata apenas de uma noite, acho que eu poderia perdoar se houvesse sinceridade e honestidade da parte do traidor. Pra mim, a grande dificuldade de perdoar uma traição é conseguir seguir em frente e esquecer o ocorrido, pois não vale a pena dar uma nova chance para o relacionamento se for para ficar jogando na cara e punindo o parceiro.

Minha opinião:
Olha, se tem um tema que é foda, é traição. É foda porque eu fico em um conflito muito grande, mas já antecipo: não concordo, não perdoaria. E sou enfática. É aquela coisa, nós nunca sabemos se estamos sendo traídas, né? Mas eu até entenderia a traição, daí o conflito que falei. "Então você perdoa, né?". Não. Eu digo que até entenderia um interesse por outra pessoa. Sofreria caso descobrisse? Nossa, não consigo descrever o quanto. Minha autoestima seria destruída, minha segurança seria zero e etc etc. Mas compreenderia, afinal, não é algo do qual estamos imunes. Imagine se existisse uma vacina para isso? hahaha. Mas entender a traição, em si, não entendo e não aceito. Não dá para ficar tudo bem e tem que ter muita segurança para conseguir conviver com o fato de que o parceiro trocou o que vocês tinham por uma outra experiência - que ele sabia que seria passageira. Eu sou a pessoa mais insegura do mundo e, de maneira alguma, conseguiria conviver com isso - nem mesmo se fosse um "we were on a break'

Eu acho que a traição, no caso de um relacionamento, vai muito além do "pegar outra pessoa". Vai na predisposição da pessoa em fazer algo nas suas costas, do "foda-se" dele para os seus sentimentos - porque ele não é idiota, ele sabe que você sofreria MUITO -, da forma com que ele colocou o relacionamento em risco, da exposição que ele te sujeitou sem pensar em você. A traição nada mais é que um caso de puro e extremo egoísmo. E se a pessoa está disposta a passar por cima de tudo o que você sente por ela, por que continuar? 

Eu tenho uma "coisa" com esse assunto por causa de experiências passadas - não com namorados - e acho inaceitável. Eu costumo brincar que "ninguém tem uma arma apontada na cabeça de outra pessoa que o obrigue a namorar". Se tá querendo pegar outra pessoa e essa vontade está tão grande a ponto de pensar em magoar alguém que você diz que ama, termina. Porque se você está pelo menos ponderando, não é mais amor.


*o Papo Calcinha não representa a opinião do blog, a não ser a parte grifada com "minha opinião". É um espaço onde seis amigas conversam e expõem seus pontos de vista individuais. ♥

2 comentários:

  1. Traição é quebra de confiança. Meu pai costuma dizer que "a gente não pode construir felicidade às custas das tristezas dos outros" e isso me marca profundamente. Pode ser que o traidor goste muito da terceira pessoa e pode até ser que ele ainda goste da pessoa com quem se relaciona. Mas eu acredito que o ser humano deve funcionar como a sociedade, baseando-se em "contratos". Num contrato, ambas as partes sabem exatamente os direitos e deveres, os pesos da lei, as consequências das infrações. Os relacionamentos também são assim, mas infelizmente os contratos da vida a dois não são bem delineados simplesmente porque não se dão ao trabalho de delimitar as regras.

    "Não gosto que trai, cê aceita?" "Aceito". Assinou o papel, pronto, é firmada a fidelidade. Se não for fiel (que, segundo cada contrato pode ser um monte de coisas - por isso é preciso que quem vai delineá-lo deixe-o bem claro, tim tim por tim tim), é infração, adeus. Tchau. Valeu, foi lindo.

    Se o contrato da vida a dois for feito por pessoas que veem fidelidade de outro jeito (como nos relacionamentos abertos), os trâmites são outros, mas a infração do contrato leva a muitas dores de cabeça. É sempre assim. As pessoas tem que se abrir e conversar dessas coisas, saber o que o outro acha, encontrar um consenso. E se o outro quebrar o contrato, é fazer pesar as consequências. Tem gente que perdoa, também acredito em mudanças e em segundas chances, mas a visão de quem é traído (ou de quem sofreu a merda do contrato ser quebrado) nunca mais é a mesma e pode ser que o contrato fique fragilizado depois, caso uma das partes decida mantê-lo.

    Metáfora besta, né? Mas não sei outro jeito de explicar. É claro que é tudo mais subjetivo que isso, rs.

    No meu contrato (que é bem claro, inclusive), já falei pro meu namorado que se ele me trair eu ralo a cabeça dele no asfalto, kkkkk. É o meu jeitinho.

    ResponderExcluir
  2. Para mim tem várias outras formas de traiçao tão ruins quanto a infidelidade. Quando se assume um compromisso com alguém, é importante ver o outro feliz. É necessário sacrifícios muitas vezes e tem que estar muito disposto e ciente disso, caso contrário, a relação estará fadada ao fracasso e aberta a acontecer a infidelidade.

    ResponderExcluir

MY OTHER BAG IS CHANEL © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.