30/05/14

Eu li: Extraordinário


Extraordinário. Não existe outra palavra para definir o livro escrito por R.J. Palacio e que carrega em seu título o veredicto do leitor. Porque sim, o livro é extraordinário. 

Quando vi algumas resenhas na internet, pensei se tratar de um livro (apenas) sobre aceitação. Aquela coisa sobre "dar tapa na nossa cara e fazer a gente enxergar o mundo de outro forma". Mas é muito além disso. Deixa eu explicar: o livro conta a história de August, ou melhor, Auggie. O menino de 10/11 anos tem uma síndrome que deixa seu rosto deformado de uma forma tão intensa que assusta as pessoas. E aí ele resolve (ou melhor, seus pais resolvem) que é hora de ele frequentar uma escola. 

crédito da imagem: vi no Borboletando
Mas calma! Não pense que vai ser um livro que vai te fazer chorar de pena. Até vai te fazer chorar, mas não de pena. Auggie lida com sua condição tão mais forte que um adulto. Claro, tem seus momentos, afinal, é uma criança, mas ele sabe que "o essencial é invisível aos olhos" e consegue conquistar as pessoas ao seu redor. 

Um dos maiores destaques do livro são os preceitos do Bowne, que, inclusive, eu separei um para postar aqui, com um minitexto do próprio Auggie:

""Seus feitos são seus monumentos"
Esse preceito significa que deveríamos ser lembrados pelas coisas que fazemos. Elas importam mais do que tudo. Mais do que aquilo que dizemos ou do que nossa aparência. As coisas que fazemos sobrevivem a nós. São como os monumentos que as pessoas erguem em honra dos heróis depois que eles morrem. Como as pirâmides que os egípcios construíram para homenagear os faraós. Só que em vez de pedra, são feitas das lembranças que as pessoas têm de você. Por isso nossos feitos são nossos monumentos. Construídos com memórias em vez de pedras."


Eu não posso fazer uma resenha muito extensa porque, não tem outra, você precisa ler. É o tipo de livro que o mundo deveria ler e entender que ser gentil pode mudar as coisas. O mundo. Eu li esse livro em menos de dois dias e sem querer ser rápida. É daqueles livros que te prende e você não percebe. Acha que leu 5 páginas, quando na verdade leu 50. Acha que passaram 10 minutos e quando viu, passaram 4 horas. Não é um livro onde você sente pena do protagonista, e sim, admira a sua força, coragem e falta de "autopiedade". 

Não é um livro difícil - tem a linguagem mais simples do mundo e, nem por isso, deixa o livro menos incrível. É um livro sobre aceitação. É um livro sobre gentilezas e em como uma ação pode mudar o mundo - o mundo no geral, o mundo de uma pessoa, o seu mundo. É um livro que todo mundo deveria ler. É um livro, de fato, Extraordinário.

Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Um comentário:

  1. Esse livro é incrivel, Auguie conseguiu me conquistar <3

    ResponderExcluir

MY OTHER BAG IS CHANEL © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.