22/01/14

Cartão de crédito pode ser um inimigo ou um aliado em viagens internacionais; confira dicas


Viajar para o exterior é sempre um motivo de felicidade. Conhecer lugares, pessoas e culturas novas é enriquecedor no que nos diz respeito ao crescimento pessoal. Além disso, é a oportunidade para comprarmos aquele produto que aqui no Brasil é tão caro e cheio de impostos, como perfumes, aparelhos eletrônicos, roupas e etc. No entanto, é importante tomar alguns cuidados para não voltar para casa carregado de dívidas. O uso do cartão de crédito pode ser um aliado, ou um inimigo se você não souber controlar o seu uso.

Quem nunca conheceu alguém que já se meteu em longas e enroladas dívidas por causa do cartão de crédito? Por isso é importante não exagerar nas compras e seguir algumas dicas para o uso do cartão fora do país. Taxas de IOF e os valores da moeda local podem fazer você voltar para o Brasil com produtos, presentes e uma enorme dor de cabeça. Confira algumas dicas para que isso não aconteça:

Cuidados Básicos
Não esqueça de avisar seu banco antes de deixar o país, para que a instituição possa desbloquear o uso internacional do seu cartão. Também não esqueça de verificar as questões contratuais e o limite disponível antes de embarcar. Assine o verso do cartão, pois em alguns países a leitura é feita apenas pela tarja magnética. Possua sempre um documento de identificação com foto. Não deixe o cartão fora de sua área de visão ao realizar uma transação em locais públicos e preste atenção às pessoas ao eu redor. Anote o número de assistência e atendimento do cartão no seu celular.

Atenção com taxas e valor do câmbio
Desde março de 2011, o valor do Imposto sobre Operações Internacionais (IOF) subiu de 2,38% para 6,38%, uma média altíssima e que é cobrada a cada vez que você usa o seu cartão internacional fora do país. Portanto, realize um planejamento financeiro para fugir dessa taxa ou pelo menos diminuir os gastos com ela. Por exemplo, se deseja comprar um produto um pouco mais caro, dê preferência aos cartões pré-pagos, onde a incidência do IOF é de apenas 0,38%. Você pode carregar o cartão antes mesmo de embarcar e a maioria dos bancos possui o serviço. Veja mais dicas para fugir dos gastos com IOF aqui.

Outro ponto a ser lembrado é a cotação cambial no dia da compra. Em um dia o dólar (ou euro, libra, etc.) pode subir ou descer bastante, então se recomenda pesquisar o valor do câmbio antes de realizar a compra.

E evite usar muitos cartões, pois a incidência de taxas pode vir a ser maior. Dê preferência pelo uso de apenas um cartão de crédito. Além disso, usar mais de um cartão pode dar poder de barganha maior que o poder de compra e te deixar com dívidas.

* Conrado é o novo colaborador do MOBIC. Ele vai escrever sobre viagens e dicas de economia (afinal, quem é que não gosta de gastar pouco, não é mesmo?). Se quiser conhecer mais sobre ele, é só clicar aqui

Um comentário:

  1. Eu só tenho um cartão de crédito que é dependente da conta da minha mãe e não anuidade nem nada mais, então compensa quando preciso comprar algo que tenha que parcelar ou comprar pela internet. De resto, prefiro não usar para não me atrapalhar nas contas.
    Aliás, tem um probleminha com os cartões pré pagos, que deixou o post meio desatualizado: agora eles tem o mesmo IOF do cartão de crédito. Também optava por ele, mas, agora, sem chance. O melhor ainda é levar dinheiro em espécie mesmo.

    xx

    ResponderExcluir

MY OTHER BAG IS CHANEL © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.