27/08/13

Percy Jackson e o Mar de Monstros: divertidinho para um domingo, mas só

Meu programa de domingo, acompanhado do meu blogueiro favorito Oda Moura, foi ir ao cinema ver Percy Jackson e o Mar de Monstros. Eu li o livro há uns 3 ou 4 anos (que idosa!) então tinha me esquecido de vários detalhes. De qualquer modo, não consegui não fazer um post sobre o filme, que apesar de ser divertidinho, não conseguiu impedir que fizéssemos piadas durante sua exibição.

Percy, Annabeth e Tyson

A primeira cena do filme fez com que eu ficasse animada. "My Songs Know What You Did In The Dark" do Fall Out Boy começou a tocar e ser trilha de uma competição entre Percy e Clarice. A personagem, que eu detestava no livro, passou a ser a minha favorita do filme, mas disso vamos falar mais a diante. A história se desenrola rápido e logo no começo vem os destaques. Para mim, Tyson e a já citada Clarice carregaram o filme nas costas e se destacaram até mais que o protagonista.

Tyson, no livro, era estranho e eu imaginava ele de forma estranha, afinal, se trata de um Ciclope. No filme, ele é adorável: engraçado, bonitinho e extremamente fofo. Os "awnss" do filme vieram por causa dele. Ele foi a surpresa do filme, a decepção veio junto com o casal protagonista.

Percy e Annabeth não convenceram. Nem mesmo se tratando do Logan Lerman. O personagem é seco, parece que não tem emoções. A gente não se identifica com ele, não consegue torcer de verdade. Annabeth foi um peso morto no filme, só serviu para... Não, não serviu pra nada. Glover até arrancou alguns risos. Entre ele e Annabeth, o sátiro fez muito mais diferença.

O sátiro tem mais peso no filme do que a filha de Atenas 
Aí entra Clarice, a filha de Ares.Eu não li além do "A Maldição do Titã", mas no quesito par romântico, Percy&Clarice seria incrivelmente mais interessante do que Percy&Annabeth. Talvez seja a falta de empatia da atriz, mas as melhores cenas e falas vinham da herdeira de Ares. 

Clarice, interpretada por Leven Rambin, roubou a cena
Não foi possível assistir o filme sem fazer comparações com o primo distante Harry Potter. A cena do Táxi que voa (Harry Potter e a Câmara Secreta), a cena em que o carro se parte em dois (Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban), enfim. A comparação é inevitável, e na verdade, acho que eles não se importaram em querer diferenciar não. Outro ponto que vale ser ressaltado é o roteiro, que não é bom. Não chega a ser ruim, mas há falhas evidentes. Uma delas, que arrancou risos no cinema em uma momento trágico, foi a sequência de Tyson e Percy.


Porém, é um filme divertidinho. Principalmente para um domingo. Se você quiser um filme bem feito, não passe perto de Percy Jackson. Se quiser ver um filme divertido, dar algumas risadas e não julgar, até é uma boa escolha. 

Nota: ♥♥♥♥♥

VEJA O TRAILER:



Acompanhe o MOBIC nas redes-sociais! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MY OTHER BAG IS CHANEL © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.