24/09/12

Um pouco além do Gangnam Style: Guia de Férias para a Coreia do Norte

Depois do sucesso recordista do Gangnam Style, o mundo todo voltou suas atenções para a Coreia do Sul, principalmente no mundo da música. As pessoas agora se empenham em distinguir os orientais e conhecer o k-pop mais a fundo. Porém, do outro lado da fronteira, tem a Coreia do Norte e é sobre ela que vamos falar agora.


Essa foto, retirada do 9GAG me deu ideia de uma reciclagem de post. Isso, peguei um post antiguinho do meu blog igualmente antiguinho, reescrevi e vim postar pra vocês. Quer conhecer a Coreia do Norte? Coloque a mochila nas costas e vem, porque eu montei pra vocês um... 


Aviso: Se não consegue perceber ironias, passe para o post anterior, vá passear pelas páginas internas do blog ou navegue por qualquer outro texto :D

1º Passo: Adquirir o Visto
Uma tarefa não tão fácil quanto pensamos. Adquirir o visto para Coreia do Norte é uma coisa que muitas (muuuuuuuitas!) pessoas tentam e como essa procura é absurda, eles moderam bastante. Ou seja, não é qualquer pessoa que vai entrar lá.

Para conseguir o visto você vai precisar de: Paciência e Sorte. Muita sorte.
As tentativas serão inúmeras, cansativas, infinitas. Mas, se você tiver a sorte bem grande e uma macumba on-line muito da bem feita, vai conseguir. Se não… Pedirá o visto para a China, que como é um país que quase ninguém quer conhecer e quase não tem gente, é bem mais acessível. Visto para a China concedido? Então vamos para o próximo passo.

2º Passo: Conseguir a permissão de embarque.
Taí uma tarefa um pouco mais árdua do que conseguir o visto para a China. Se você persistiu, tentou, chorou pelo visto para Coreia do Norte, tirará essa tarefa de letra. Agora, se você foi espertinho e foi direto no visto para a China, vai precisar de muito mais paciência para conseguir a permissão de embarque.

Você precisará de: Paciência, Força de Vontade, Lábia, Sorte e Dinheiro para a conta telefônica.

A primeira coisa que você vai fazer vai ser ligar para a Embaixada da Coreia do Norte na China (se você souber falar mandarim, ajuda!). É ai que vai entrar os dois itens: paciência e dinheiro para a conta telefônica. Você ficará horas – eu disse horas – no telefone até conseguir uma permissão para ir à embaixada tentar conseguir a permissão de embarque para seu sonhado destino. E é agora que entrará a lábia e a sorte. Você vai ter de explicar o que vai fazer lá, o porquê quer ir lá, da onde surgiu a ideia, o motivo do céu ser azul ou do Corinthians só vencer jogos com ajuda de árbitro, enfim! Se sua lábia for boa, a sonhada permissão de embarque será concedida. Se não, adeus Coreia do Norte, vamos dançar o Gangnam Style na do Sul mesmo.

Visto que você é uma boa pessoa, que quer conhecer o país apenas com fins turísticos, você consegue a tão sonhada permissão de embarque. Porém (ah, porém!) você vai precisar tirar umas coisinhas da sua mala.

• Camisetas americanas – já sabe, nada de camisetas do Tio Sam na Coreia do Norte, hein!
• Camisetas do seu país – não queira bancar o patriota bem nesse dia. Deixe em casa aquela sua camiseta verde com o losango amarelo, tá?
• Cd/Mp3/iPod/Mp24 – Gosta de viajar ouvindo Blink 182? ABANDONE. Se você ousar ouvir algo como Dammit na Coréia do Norte… Eu nem sei o que acontece com você.
Depois de tirar esses itens de sua mala, você vai ser avaliada para ai sim poder (ou não) levar sua câmera fotográfica. Você foi bem sortuda e conseguiu levar a câmera? Então vamos ao passo número três!

3º Passo: Aprender um pouco da História do País.
Uma coisa que você vai ter que se acostumar no decorrer da viagem é: um guia do governo te acompanhará VINTE E QUATRO HORAS POR DIA. A outra coisa é que esses rostinhos bonitos abaixo estamparão tudo que você encontrar na cidade de Pyongyang:


Essas duas figuras são Kim Il-sung e Kim Jong-il. Kim Il-sung foi o fundador da Coreia do Norte, eterno presidente do país e criador de coisas usadas no nosso cotidiano: ferro, escrivaninhas, máquinas fotográficas, porta-retratos, absorventes, Victoria's Secret entre outros. Anotar: Kim Il-sung é um Deus para o povo norte-coreano. Então, quando ver alguma fotinha dele, já sabe o que fazer, né? Reverência é o mínimo! Já Kim Jong é o filho de Kim Il, ele é quem toma conta da Coreia por enquanto. Ele não inventou tanta coisa como o pai, mas também é idolatrado pelo seu povo. Anotou?

4º Passo: Conheça as festividades locais. 
Isso é uma coisa que você não tem escolha. Ou vê as crianças dançando, ou volta correndo para seu País. Lembre-se: você tem um guia na sua cola vinte e quatro horas, então ele vai te obrigar. Você verá menininhas tocando instrumentos estranhos, menininhos dançando o que acharíamos parecido com o frevo, e milhares de pessoas fazendo aquelas coreografias com quadros coloridos. Se você for visitar uma das lojas de cd's (ou lp's) mais atualizada na música pop do País, não fique histérica ao ouvir 'We Can Work It Out' dos Beatles no primeiro lugar do top 5.

5º Passo: Saia munido de flores ao visitar a maior estátua do país. 

É o monumento mais importante e sagrado do País. Ao visitar essa estátua você tem que levar nem que sejam cinco botões de rosas. Como disse, Kim Jong-il é um Deus para eles, e mesmo sendo turistas, devemos tratá-lo como tal.

6º Passo: Ao visitar a divisa das Coreias, brinque de estátua. 
Você não pode acenar, sorrir, gritar, dançar, pular, expressar reações ao ver os sul-coreanos do outro lado da divisa. Eles vão sorrir, acenar, dançar o gangnam style e você... Fica quieto. Você vai ser muito bem instruído quanto a isso. Depois de ter visitado a divisa, não terá mais nada que você possa fazer. Portanto, depois desse longo processo, arrume suas malas e volte para o Brasil, esse país nada receptivo e tão difícil de entrar.

10 comentários:

  1. A Coréia do Sul tem os alunos tem a melhor educação básica do mundo, os alunos mais bem preparados e ninguém fala disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. de que adianta tudo isso? e não poderi peidar não poder falar não poder pensar não peder viver o vélorio em qq parte do meu Braisl tem mais animação do que neste maldito governo norte coreano vai morar lá então vai viver sem liberdade com uma tremenda cultura sem poder ganhar uma boa grana assim ´são os malditos governos de países como este.....

      Excluir
    2. Oh god, why...? A Coréia do SUL tem sim uma das melhores educações. Mas a Coréia do norte... não tem nada...

      Excluir
  2. É que o post foi baseado em um episódio de um programa da Multishow (que eu não lembro o nome agora) e fala da Coreia do NORTE. :)

    ResponderExcluir
  3. Sugestão pro próximo post então falar da educação na coréia do SUL =) gostei do blog até salvei nos favoritos

    ResponderExcluir
  4. Sugestão pro próximo post então, educação na coréia do SUL =) Gostei do blog, até salvei nos favoritos.

    ResponderExcluir
  5. Sugestão SUPER anotada, Pri! Obrigada! ♥

    ResponderExcluir
  6. Ué, li um tempo atrás que pra entrar na Coreia do Norte não é tão difícil quanto pensam. Até passaram o link de uma agência de turismo chinesa, onde era só mandar um formulário e depois entrar em contato por telefone, sem muita burocracia.
    Enfim, não pretendo visitar tão cedo, mas tenho muita curiosidade por ser um país tão fechado pro mundo. Sou tão curioso que leio tudo que vejo sobre, inclusive seu post. Gostei =]

    ResponderExcluir
  7. Ué, li um tempo atrás que pra entrar na Coreia do Norte não é tão difícil quanto pensam. Até passaram o link de uma agência de turismo chinesa, onde era só mandar um formulário e depois entrar em contato por telefone, sem muita burocracia.
    Enfim, não pretendo visitar tão cedo, mas tenho muita curiosidade por ser um país tão fechado pro mundo. Sou tão curioso que leio tudo que vejo sobre, inclusive seu post. Gostei =]

    ResponderExcluir
  8. Não é porque lá é uma ditadura bem fechada que é u lugar ruim de se visitar. Vi o programa sobre a CN e achei o país bem interessante. Ruim pra quem não está acostumado com a rotina e a idolatria desenfreada.

    ResponderExcluir

MY OTHER BAG IS CHANEL © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.