Social Media Icons

slide code

Photo

Michele
Michele, 26 anos, ex-escritora de fanfic e agora escritora de livro de verdade.

mais?

follow mih

social media icons 2

Search

categoria 1

amor

categoria 2

lista

categoria 3

pessoal

post fresquinho na sua caixa de entrada

A foto do dono da foto

Você já viu as fotos, mas não faz ideia de quem foi o responsável pelos trabalhos. Imagens como a de um homem na frente dos canhões de guerra, Marilyn Monroe enrolada em lençóis de seda e a os Beatles em meio a uma guerra de travesseiros fazem parte dessa seleção que já está circulando na internet. Hoje você vai ver as fotos dos donos dos trabalhos mais icônicos, simbólicos e importantes de toda uma geração.

Jeff Widener segura sua foto feita na Praça de Tiananmen de 1989.

Bill Eppridge com sua foto de Robert F. Kennedy depois do assassinato em 5 de junho de 1968.

Douglas Kirkland e sua foto da diva Marylin Monroe - a atriz fez apenas três exigências para a sessão de fotos: lençol de seda, Dom Pérignon e Frank Sinatra ao fundo. 

Harry Benson: "O empresário deles tinha acabado de contar que eram número 1 na América, e eu estava vindo com eles para Nova York, 1964."

Lyle Owerko: "Ninguém sabia que um dia tão bonito e quente serviria de pano de fundo para um dos eventos mais dolorosos e confusos para o coração da humanidade. Esta imagem é uma pequena parte de um evento tão grande que amarra os fios de milhares de histórias e milhões de pessoas."

Mark Seliger segurando foto do líder Nirvana Kurt Cobain, feita dois meses antes de sua morte.

Há ainda outras fotos e fotógrafos aqui. Para quem gosta de fotografia, é imperdível. 

Comentários

Postar um comentário

os mais lidos da semana

Anticoncepcional para quem tem enxaqueca
Bom, não é novidade para ninguém que eu sou uma enxaquecosa . As minhas crises são bem tensas e até…
Dossiê da Enxaqueca
Se tem um assunto no qual eu sou verdadeira expert, é Enxaqueca . Eu já fui a diferentes neurologist…
Sobre a romantização do sofrimento como inspiração e sobre minha leveza
O ano era 2015. Ou 2016. Talvez 2017? Mas, em um desses três anos, já vivendo em São Paulo e vivend…